O rápido desenvolvimento de novas tecnologias e os cenários econômicos locais e mundiais influenciam também o e-commerce. Garimpei e organizei nove tendências em recentes artigos e palestras sobre o futuro do e-commerce e do varejo de forma geral, mas principalmente tendências que impactam a tecnologia que alicerça o e-commerce e mudanças na gestão do negócio no Brasil e no mundo. Veja:

  • Personalização: em 2018, 70% dos e-commerce (B2B e B2C) vão passar para modelos que focam na experiência individual do cliente. Em 2018, as organizações que tenham investido em todos os tipos de personalização on-line vão vender 30% a mais que as empresas que não investiram.
  • Marketplaces: em 2017, 70% dos sites de comércio eletrônico nos EUA serão dependentes da Amazon e/ou eBay.
  • E-commerce” se torna “commerce”: plataformas de comércio eletrônico se tornam plataformas de comércio no varejo;
  • Multicanal: tudo em todos os lugares;
  • Multidepartamental: funções departamentais se confundem. Marketing, Pricing, T.I ou vendas? Commerce!
  • Diretores de “commerce”: heads com visão holística do ciclo de compras, independente do canal.
  • Diferenciação: diferenciação torna-se experiência do cliente e eficiência operacional, não funcionalidade de uma plataforma.
  • Cloud e SaaS: os varejistas estão percebendo os benefícios do Cloud e SaaS – baixo custo total de aquisição e menos envolvimento da TI
  • Mobilidade, UX e interfaces: as páginas de entrada (StoreFront) não são apenas sites agora. Independentemente da interface ou do canal elas devem ser a mesma, a solução principal e experiência comum do cliente.

Eric Gallardo Fonte: Ecommerce Brasil